Partrimónio Cultural

Semelhe é uma freguesia rica em história e tradição, que se traduz num vasto património, preservado ao longo dos tempo, em edifícios de pura beleza, que reflectem a passagem de várias gerações, dos quais se destacam a igreja paroquial, as capelas de Sr. do Lírio e S. Gonçalo e a Quinta da Mata.

A Igreja Paroquial de Semelhe situada na Rua da Igreja.




A capela do Sr. Do Lírio situada no Largo do Sr. Do Lírio. Tendo sido renovada recentemente.

A capela de S. Gonçalo situada na Rua de S. Gonçalo.

A Quinta da Mata que apresenta como edifício central um castelo do séc. XIII, que combina vários estilos arquitectónicos: gótico, barroco e manuelino.

O brasão oficial da Freguesia de Semelhe é constituído por um escudo de prata, um castelo de vermelho, um lavrado, um frestado e um aberto de ouro, entre duas espigas de milho de ouro folhadas de verde, uma coroa mural de prata de três torres e um listel branco, com a legenda a negro: “ SEMELHE “.
As espigas de milho representam a agricultura, sendo esta a principal actividade económica da freguesia. O castelo simboliza o Castelo da Quinta da Mata, datado do século XIII, importante referência do património cultural e arquitectónico da freguesia. A campanha ondada é o símbolo do Rio Torto, curso de água que banha a freguesia.


Locais de Interesse Turístico: Sítio Rural de Sandarão, Casa da Lavoura do Barral e Castelo da Quinta da Mata.